Marcha Contra as Drogas reúne milhares de pessoas em Belém

Da Redação - Agência Belém de Notícias - 10/06/2017 15:34

  • / Primeira vez / 10/06/2017 15:34

    Alunos das Escolas Parque Amazônia e Stelina Valmont participaram da Marcha Contra as Drogas neste sábado, 10.

  • / Primeira vez / 10/06/2017 15:34

    Banda de música animou a caminhada, que saiu da Presidente Vargas em direção a São Brás.

  • / Primeira vez / 10/06/2017 15:34

    Guarda Municipal garantiu a segurança dos manifestantes durante a Marcha Contra as Drogas.

  • / Primeira vez / 10/06/2017 15:34

    O representante da Casa de Acolhimento As Rosas de Saron, Alexandre Monteiro, 40, disse que o mais importante, para quem quer deixar de usar drogas, é dar o primeiro passo e procurar ajuda.

  • / Primeira vez / 10/06/2017 15:34

    O coordenador do Frente Pará Contra as Drogas, Walmir Gomes, alertou a juventude: "Muitos iniciam na bebida e depois aceitam experimentar a maconha, o crack e outras drogas viciantes".

  • / Primeira vez / 10/06/2017 15:34

    Alunos de escolas municipais transmitiram a mensagem de combate ao uso de drogas com muita criatividade.

  • / Primeira vez / 10/06/2017 15:34

    Profissionais do Cras Benguí, da Funpapa, participaram da manifestação contra as drogas.

  • / Primeira vez / 10/06/2017 15:34

    Houve encenações durante a caminhada, alertando para o perigo do uso de drogas.

  • / Primeira vez / 10/06/2017 15:34

    Trânsito ao longo da Marcha Contra as Drogas foi organizado por agentes da Semob.

  • / Primeira vez / 10/06/2017 15:34

    Com a faixa “Drogas! Tô Fora”, o estudante Mateus Souza, de 15 anos, levou às ruas o aprendizado adquirido no Liceu Mestre Raimundo Cardoso, durante oficinas, palestras e projetos.

  • / Primeira vez / 10/06/2017 15:34

    Foram às ruas protestar contra o uso de drogas centenas estudantes da rede municipal de ensino de Belém.


Cerca de 2.500 pessoas participaram da Marcha Contra as Drogas na manhã deste sábado, 10, na capital. Elas foram às ruas alertar a sociedade sobre os malefícios causados pela dependência química. A iniciativa, de âmbito nacional, ocorre pela primeira vez em Belém a partir de uma parceria da Frente Pará Contra as Drogas e a Prefeitura de Belém.

A caminhada teve início às 8h na avenida Presidente Vargas e percorreu cerca de cinco quilômetros, passando pela avenida Magalhães Barata e chegando às 12h a São Brás.

Na concentração estava o adolescente Mateus Souza, 15. O estudante do Liceu Escola Mestre Raimundo Cardoso, em Icoaraci, acordou às 6h com o propósito de ir à marcha para sensibilizar outros adolescentes a dizerem não a qualquer tipo de drogas.

“Na escola aprendemos que toda e qualquer droga afeta não só a nós mesmos, que perdemos coisas e pessoas queridas, mas também aos nossos familiares, que sofrem por verem suas expectativas frustradas sobre o que esperam de nós como crianças e adolescentes”, disse.  

Com a faixa que deu destaque à frase “Drogas! Tô Fora”, Mateus levou às ruas de Belém o aprendizado adquirido na escola municipal, durante oficinas, palestras e projetos. “Conheço muitas pessoas que seguiram caminhos errados e hoje estão presas ou já até morreram. Uma vez me ofereceram, mas como sou informado sobre o assunto recusei, e é isso que todos precisam saber fazer”, afirmou.

Participaram da marcha estudantes das Escolas Municipais Terezinha Sousa, Padre Leandro Pinheiro, Inês Maroja, Parque Amazônia, Benvinda de França, Maria Luiza Pinto Amaral, Palmira Lins de Carvalho e Liceu de Artes e Ofícios.

Houve apresentações artísticas no trajeto, organizadas por integrantes de igrejas, centros comunitários, cooperativas e instituições municipais.

O representante da Casa de Acolhimento As Rosas de Saron, Alexandre Monteiro, 40, participou. Como ex-usuário de drogas ilícitas, deixou como mensagem que o mais importante é dar o primeiro passo e procurar ajuda. “Trago aqui o maior exemplo de que qualquer pessoa pode, sim, se libertar deste mal. Aqui estou eu, ‘limpo’ há mais de 20 anos”.

Dados apresentados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2016 revelam que nacionalmente houve um aumento significativo de alunos do 9º ano do ensino fundamental em contato precoce com bebidas alcoólicas e drogas ilícitas, ultrapassando 1,44 milhão de estudantes nesta condição. “Muitos iniciam na bebida e depois aceitam experimentar a maconha, o crack e outras drogas viciantes”, destacou o coordenador do Frente Pará Contra as Drogas, Walmir Gomes.

Segundo ele, a parceria com a Prefeitura é de extrema importância para que os projetos executados na capital, sejam eles nas escolas ou em fundações municipais possam se tornar mais conhecidos. “Muitos ainda são os casos. Portanto, queremos firmar ainda mais esta parceria para que caminhemos em busca de uma cultura de paz através da erradicação do uso das drogas em qualquer que seja a faixa etária”, destacou.

Em junho do ano que vem outra grande caminhada deve ocorrer em Belém. Junho é o mês que marca mundialmente o combate ao uso de drogas.

A marcha contou com o apoio de agentes da Guarda Municipal de Belém (GMB) e da Polícia Militar do Pará. A organização do trânsito foi garantida por agentes da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Semob).

Texto: Natasha Albarado
Foto: Tássia Barros - Comus
Coordenadoria de Comunicação Social (COMUS)