Ver-o-Peso ganha festa


Ver-o-Peso

ganha festa

COMPLEXO FAZ 392 ANOS COM PROMESSA DE GRANDE REFORMA

Houve competição para saber quem come peixe com açaí mais rápido

aniversário do Ver-o

-Peso foi comemorado

em grande estilo por feirantes e consumidores na manhã de ontem. Completando 392 anos, o complexo recebeu ações da prefeitura de Belém e do governo do Estado.

As 7h30, a banda da Guarda Municipal fez uma apresentação no local. Em seguida houve o corte do bolo. O parabéns ao complexo foi cantado logo depois e deu início à nona edição do "Jogos do Ver-o-Peso", competição promovida pela prefeitura, que convida os feirantes a se enfrentarem em disputas bem características do local, como descascar macaxeira e castanha-do-pará, despolpar cupuaçu, peneirar goma e comer uma porção de peixe frito com farinha e um litro de açaí. Também foi realizado, por mais um ano, o "Master Chef do Veropa", no qual os feirante montam pratos e são avaliados por chefs da c,apital.

Entre as disputas, a mais esperada foi a do peixe frito com açaí e farinha. O grande campeão foi o feirante Adilson Cardoso, do "Box de Peixe", que comeu todo o prato em dois minutos. Ele disputou com 11 pessoas e levou para casa, além de troféu e medalha, R$ 500. O segundo lugar ficou com Michel Martins, da barraca de maniva, que recebeu R$ 300; o terceiro lugar ficou com Alberto Silva dos Santos, da "Barraca do Louro", que ganhou R$ 200.

O prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho, reforçou a importância da revitalização do complexo. "Estamos engatilhados para

iniciar a grande reforma. Estamos em uma fase de entrega, pelo Iphan, para a prefeitura, da aprovação do projeto e eu estou na expectativa para que a gente possa iniciar", disse ele. "É uma grande obra que venho perseguindo desde 2013 e que agora parece que estamos chegando a um ponto de, daqui a pouco, poder lançar a licitação".

A feirante Tânia Sagina afirma que a estrutura do complexo está "precisando, e muito, de melhoras". "O Ver-o-Peso está abandonado. Espero que esses projetos tenham a capacidade de ajeitar a nossa feira". Sobre a segurança do local, Tânia afirmou que "melhorou bastante, porque há um ano tinha muito assalto, mas agora tem estado bom". "Não tenho o que reclamar da segurança, mas a estrutura está deixando muito a desejar".

Milton da Silva, porém, dis

cordou de Tânia. Vendedor no local há 20 anos, ele disse que "a segurança está zero" no Ver-o -Peso: "Polícia tem, mas não está sendo efetiva, porque sozinha ela não resolve. Eu acho que o que precisa ser feito é um trabalho em conjunto com as autoridades".

Em pronunciamento feito ao lado do prefeito de Belém, o governador Helder Barbalho solicitou que o poder municipal promova a restauração do espaço, reforçando que o "Estado está à disposição para disponibilizar os recursos que forem necessários para que isso possa ocorrer". "Reconheço a importância desse espaço que converge os sabores, os cheiros, a diversidade do nosso Estado, o nosso cartão-postal. Então nesse aniversário desejo que o Ver-o-Peso possa ser recuperado, revitalizado, para voltar a ser um lugar adequado para quem trabalha e quem visita", declarou.