Jogos são a grande atração na festa do Ver-o-Peso


Jogos são a grande

atração na festa do Ver-o-Peso

ANIVERSÁRIO DE 392 ANOS

PARABÉNS - Trabalhadores e população celebram o espaço e comem

bolo de dez metros, na presença de Helder Barbalho e Zenaldo Coutinho

0

s 392 anos do Ver-o-Peso foram comemorados

na manhã de ontem por

feirantes e populares.

Às 7h30, a Banda da Guarda

Municipal abriu a programação oficial. Em seguida, houve

corte do bolo de dez metros de

comprimento, seguindo-se o

parabéns e a parte do programa

mais divertida e esperada: a nona edição dos Jogos do Ver-O-Peso, promovida pela Prefeitura de

Belém. Entre

as modalidades incluemse descascar

macaxeira e

castanha-do

-pará, despolpar cupuaçu,

peneirar goma

e comer uma

porção de peixe frito com

farinha e um

litro de açaí. Também foi realizado, ainda uma vez, o Master

Chef do Veropa, no qual os feirantes montam pratos a serem

avaliados por chefs da capital.

A disputa mais esperada

era a do peixe frito com açaí

e farinha. Este ano, o grande

campeão foi o feirante Adilson

Cardoso, do Box de Peixe, que

comeu todo o prato em dois minutos, em disputa com outras

11 pessoas, e levou para casa,

além de troféu e medalha, R$

500. O segundo lugar ficou com

Michel Martins, da Barraca de

Maniva, que recebeu R$ 300 e o

terceiro com Alberto Silva dos

Santos, da Barraca do Louro,

que ganhou R$ 200.

Durante toda a manhã, em

frente ao Solar da Beira - espaço que passa por uma reforma

- foram oferecidos serviços de

avaliação e orientação nutricional e social, medição de pressão arterial e glicemia, vacinação e testes rápidos, agendamento de Carteira de Trabalho,

seguro desemprego e orientação profissional.

O prefeito de Belém, Zenaldo

Coutinho, reforçou a importância da revitalização do Ver-o-Peso. “Estamos em uma fase de

entrega, pelo Iphan, da aprovação do projeto e na expectativa

de iniciar”, disse o prefeito. “É

uma grande obra que venho

perseguindo desde 2013”. Para

a feirante Tânia Sagina, o complexo está precisando mesmo

de melhoras. “Espero que esses

projetos tenham a capacidade

de ajeitar a nossa feira”, desejou ela, que elogiou a melhora

da segurança. “Não tenho o que

reclamar da segurança, mas a

estrutura está deixando muito

a desejar”. Milton da Silva, porém, discordou de Tânia. Vendedor no local há 20 anos, ele

disse que “a segurança está zero”. “Polícia tem, mas não está

sendo efetiva, porque sozinha

ela não resolve. Eu acho que o

que precisa ser feito é um trabalho em conjunto com as autoridades”, opinou.

O Governo do Estado, por

meio da Fundação ParáPaz, também disponibilizou ao público,

das 8 às 12h, ações de cidadania

em estruturas e veículos que

ficaram estacionados no Boulevard Castilho França, em frente

às barracas da feira. O evento

foi realizado em parceria com o

Instituto Ver-o-Peso.

O governador Helder Barbalho participou das ações, ao

lado do prefeito de Belém, e solicitou que o poder municipal

promova a restauração do espaço, reforçando que o Estado

está à disposição para disponibilizar os recursos que forem

necessários. “Eu reconheço a

importância desse espaço que

converge os sabores, os cheiros,

a diversidade do nosso Estado,

o nosso cartão postal. Então

nesse aniversário eu desejo que

o Ver-o-Peso possa ser recuperado, revitalizado, para voltar

a ser um lugar adequado para

quem trabalha e quem visita”,

declarou.