Câmara da voz ao povo


Câmara da voz ao povo

PROJETO "TRIBUNA LIVRE", APROVADO POR UNANIMIDADE, ABRE ESPAÇO PARA POPUL-AÇAO DIZER O QUE PENSA

Qualquer pessoa poderá se manifestar em plenário nas sessões das quartas-feiras, uma ideia antiga do Legislativo

Aprovado ontem por unanimidade na Câmara Municipal de Belém (CMB), um projeto de resolução substitutivo, de autoria do vereador Fernando Carneiro (PSOL), instituiu o horário "Tribuna Livre", para dar espaço aos cidadãos e entidades da sociedade civil para livre manifestação durante as sessões ordinárias das quartas-feiras na Casa. Além disso, o projeto altera o artigo 48 do regimento interno da Câmara e dispõe que as sessões ordinárias se realizarão nos dias úteis, com exceção das sextas-feiras. Atualmente, as sessões ordinárias só acontecem de segunda a quarta.

Com a nova resolução, cada sessão ordinária contará com 30 minutos de expediente, 30 minutos do horário de lideranças e, às quartas-feiras, mais 10 minutos para a Tribuna Livre, além de 45

minutos para a primeira parte da Ordem do Dia e 60 minutos para a segunda parte da Ordem do Dia. As sessões, agora, vão iniciar às 9h, com duração total de duas horas e quarenta e cinco minutos, com exceção das quartas-feiras ou outras sessões especiais em que ocorrer a Tribuna Livre, quando terão acréscimo de dez minutos.

De acordo com o vereador propositor do projeto, a ideia de aproximar o Legislativo da população é antiga. Ele destacou a importância da Tribuna Livre para que o cidadão possa abordar, dentro da CMB, os seus anseios e sua contribuição para o trabalho dos vereadores. "Eu sempre defendi a interação maior do povo com esta Casa. Um outro projeto meu propõe, inclusive, a realização de sessões da Câmara nos diversos bairros da cidade", ressalta Carneiro.

Da mesma forma, o vereador Rildo Pessoa (Avante)

disse que a presença da comunidade da Casa deve ser cada vez mais incentivada. "Dessa forma a população pode participar e dar apoio

às propostas discutidas aqui e colaborar no debate sobre questões importantes para a cidade, como a situação do lixo, a importância de se

instituir a coleta seletiva de forma abrangente na capital, inclusive tornando visíveis as pessoas que hoje já trabalham com isso", defende.