BRT: reparos mudam trânsito em avenida


BRT: reparos mudam trânsito em avenida

Prefeitura anunciou, ontem, uma série de intervenções na Augusto Montenegro, com a justificativa que fazem parte do cronograma das obras do sistema. Agora, o prazo dado para terminar tudo é novembro

Prefeitura agora promete fazer a recuperação de trechos e

asfaltamento ao longo da avenida FOTO: NEY MARCONDES

TRÂNSITO

Alexandra Cavalcanti

Apartir da próxima segunda-feira (12), a avenida Augusto Monte-negro vai passar por intervenções para a conclusão das obras do Sistema Bus Rapid Transit (BRT). Condutores de veículos e pedestres devem ficar atentos especialmente no trecho entre os terminais do Tapanã e o da Maracacuera, onde será feito o serviço de pavimentação das pistas laterais da avenida e desvio no elevado Engenheiro José Augusto Affonso, que passará por correções na pavimentação. As intervenções têm prazo previsto de conclusão de 90 dias, segundo a Prefeitura.

De acordo com o diretor de Obras Civis da Secretaria Municipal de Urbanismo (Seurb), Reinaldo Leite será feito um serviço de complementação em todo o BRT. "Vamos fazer reparos em virtude da entrega agora nesse semestre de 2019. Já fizemos uma vistoria geral para o controle de qualidade, para ver onde precisam ser feitos esses reparos, tanto nos terminais, quanto no pavimento rígido e nas estações. Vamos fazer agora a partir do dia 12 também

no viaduto na parte da pavimentação", ressaltou

Ele explica que para fazer os reparos não será preciso fechar o viaduto. "Será feito um desvio, para que possamos fazer o serviço com tranquilidade e a população não fique sem esse acesso. Vamos fazer primeiro de um lado, no sentido Entroncamento/Icoaraci e depois o oposto", destacou.

Com relação aos terminais e as estações, do Entroncamento até Icoaraci, segundo ele, será feita uma espécie de vistoria. "É o que chamamos de check-list da obra, onde vamos ver o que precisa ser reparado", garantiu do diretor da Seurb.

DESVIO

O diretor de Trânsito da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob), Marcos Chagas, ressalta que será feito apenas o desvio do tráfego no viaduto, na parte de mobilidade urbana, para dar apoio ao serviço que será executado. "O fluxo no sentido de quem vem do Entroncamento para Icoaraci será desviado para a pista central do BRT. Nesse período ela será liberada para o trânsito misto. O começo do desvio é logo na subida do viaduto e termina na descida", detalhou.

À medida em que as intervenções avançarem, outros trechos da Augusto Montenegro se-ão parcialmente fechados e terão o fluxo de veículos desviado. "Não vai haver fechamento de via, desvio de linhas de ônibus e nem de paradas seletivas. Vamos dar apoio a essa operação das 7h da manhã às 20h com equipes no local para auxiliar na segurança do usuário na via e para prevenir que não aconteçam acidentes na via e sinalizar o local com a presença da Semob", informou. Ele lembra ainda que todos os trechos da Augusto Montenegro vão sofrer interferência.

Quem mora ao longo da avenida Augusto Monte-negro e convive já há vários anos com as obras do BRT custa a acredita que a obra poderá chegar ao fim no prazo de 90 dias. "É difícil, a gente tenta sempre ter esperança, mas é complicado. Outro dia mesmo, eu e meu marido tivemos que pagar mais R$ 20 no táxi, por que ele não encontrava um retorno para entrar no nosso conjunto. Sem contar com o perigo de atravessar pelo meio desse BRT", opinou a dona de casa Nalva Cantão, moradora do bairro Fé em Deus. Sem otimismo,

o ajudante de cozinha, Daniel Silva, morador do bairro das Águas Negras, também na Augusto Montenegro, não acredita que a obra será entregue em 90 dias. "Acho que vai ficar mesmo para o ano que vem, porque até agora só estão sendo feitos remendos de buracos", disse.

Há tempos que o prefeito Zenaldo Coutinho promete entregar a obra. Em julho

de 2017, ele garantiu que até dezembro daquele ano as obras estariam finalizadas. Um novo cronograma foi dado por Zenaldo em dezembro de 2018. Nada feito. Durante as comemorações do aniversário de Belém, em janeiro deste ano, nova promessa: tudo estaria pronto até o final do primeiro semestre. Agora, a previsão é terminar os trabalhos em novembro.

PARA ENTENDER

CUSTOS DO BRT

• Segundo a Prefeitura „- Municipal de Belém

(PMB), o valor inicial da obra do Bus Rapid Transit (BRT) era de R$263 milhões. Hoje, porém, também de acordo coffi informações da PMB, devido a reajustes o valor se encontra em R$326 milhões, um aumento de R$63 milhões em recursos públicos.