Cães e gatos são doados durante feira do Centro de Zoonoses


Cães e gatos são doados durante

feira do Centro de Zoonoses

A praça Dom Alberto Ramos, no bairro da Marambaia, em Belém, foi palco, ontem, da 56a edição da Feira de Adoção de Cães e Gatos, promovida pela Prefeitura de Belém, por meio do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ). O evento é realizado uma vez por mês em diferentes locais da cidade. Cerca de 30 animais, entre cães e gatos, estiveram disponíveis aos interessados em cuidar de um animal doméstico.

Para realizar a adoção, os servidores da Sesma explicavam que o candidato deveria ser adulto, apresentar documento de identificação com foto e comprovante de residência. De acordo com a secretaria, apenas o desejo de adotar não é suficiente

para que a pessoa esteja apta a ser responsável pela criação. "A pessoa precisa passar por uma entrevista com a nossa equipe para depois poder levar o animal. Ela precisa informar como é a casa onde mora, quem cuidará do animal de forma mais presente e se já teve animal doméstico outras vezes, por exemplo. Os cães e gatos adultos que estão aqui já estão castrados e os filhos já saem com uma guia com a cirurgia de castração programada", informa a médica veterinária Márcia Neves, da CCZ, da Sesma.

A médica explica que animais abandonados, também chamados de errantes, podem ser entregues à Sesma por pessoas que tenham interesse em colaborar com o órgão. "A po

pulação pode telefonar para o Centro de Controle de Zoonoses, relatar a situação que foi vista e o endereço do local. Uma equipe será enviada e resgatará o animal", assegura.

Entre as pessoas que estavam em busca de um animal doméstico, Jucilene Barros, designer, e Kleyton Ramos, taxista, faziam parte do grupo que optou por adotar gatos. "Vamos levar dois. Eu escolhi um e meu marido escolheu outro. Como fico muito tempo sozinha, já que trabalho em casa, estou sem uma companhia e os animais são ótimos pra isso, pois dão amor de forma muito espontânea e natural. Eu tinha um gato, mas ele acabou ficando com a minha mãe e agora estou sem. Também gosto de cachorros", relata.