Vacinação contra a gripe segue em Belém


Vacinação contra a

gripe segue em Belém

Tempo médio de espera no posto da Aldeia Amazônica é de 30 minutos

O terceiro dia de vacinação contra a gripe em Belém não registrou aglomerações, pelo menos na Aldeia Amazônica e nas unidades municipais de saúde do Guamá e do Jurunas, alguns dos pontos que tiveram o maior número de pessoas e longas filas na segunda (23), quando a campanha de vacinação se iniciou. Na manhã de quarta-feira (25), a média de espera para quem aguardava no drive thru da Aldeia Amazônica, por exemplo, foi de 30 minutos. Para quem estava a pé, não havia espera.

Tatiane Moreira levou a mãe, Raimunda, de 65, e disse que a experiência foi muito positiva. "Otimo. Não tenho o que falar. Esperamos meia hora, mas só o conforto de estar no carro é sem igual. Ela também ficou muito mais tranquila em saber que não precisaria descer", disse

Para Terezinha Gomes, de 87, a ida ao ponto de vacinação também não teve qualquer complicação Foi seu filho quem a levou, de carro, e afirmou que a mãe foi super bem atendida. "Também esperamos em torno de meia hora, mas sem nenhum problema".

O trânsito no local, segundo

agentes da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Semob), estava com fluxo normal, sem pontos de congestionamento e a fila para a vacina não fechava os cruzamentos

A segunda fase da Campanha, a partir de 16 de abril, priorizará professores, profissionais das forças de segurança e salvamento e doentes

crônicos. Essa etapa prosseguirá até 8 de maio. A partir de 9 de maio, no dia D da Campanha, serão vacinadas crianças de 6 meses a menores de 6 anos, pessoas com mais de 55 anos, gestantes, mães com até 45 dias após o parto, população indígena e pessoas com deficiência. A vacinação prosseguirá até 22 de maio.