Vacinação vai até dia 17


Vacinação vai até dia 17

ATENDIMENTO A GRUPOS PR OR A NAS UNIDADES DE SAÚDE CONTINUA, MESMO APÓS O FIM DA CAMPANHA

Magali Souza foi em busca de proteção contra a gripe, ontem de manhã, na Unidade de Saúde da Cremação

Acaba nesta terça-feira a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe em todo o país e 21 milhões de pessoas ainda não se vacinaram. No Pará, a meta a ser alcançada é de 1.911.628 pessoas e em Belém de 433.798, das quais 385.500 (ou 88,86%) já foram vacinadas. No entanto, os Centros de Saúde e Unidades de Saúde no Estado e em Belém seguem vacinando.

Em todo o Pais, a terceira e última fase começou em 11 de maio e já sofreu prorrogação até hoje, mas quem deixou de se imunizar ainda pode procurar um Centro de Saúde ou Unidades de Saúde no Pais, das 8 às 17h. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde (Sespa), a vacinação continua para os grupos prioritários: crianças de seis meses a menores de 6 anos, gestantes, puérperas, indígenas e pessoas de 55 a 59 anos, assim como professores, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medida socioeducativa, população privada de liberdade e funcionários do sistema penal. A vacina ajuda a evitar a sobrecarga no Sistema de Saúde.

Aos 56 anos de idade, a aposentada Magali Souza. diz que é importante receber a dose

da vacina. "Eu já tive covid-19 e vim vacinar contra a gripe, porque o vírus HIN1 também mata", afirmou a aposentada, que não demorou para ser atendida na Unidade de Saúde da Cremação, em Belém.

Alexandre Quadros da Silva tem 55 anos e é agente de portaria. Para ele, a vacina contra a gripe é também fundamental para ajudar na prevenção da saúde e da vida. "Corno tenho expediente só amanhã, resolvi vacinar. Acabei deixando para vir só agora junto com minha esposa. O que a gente espera é que encontrem logo a vacina para a covid, como já tem para a gripe", opinou.

A vacina contra a gripe protege contra os vírus influenza A (HJN1), influenza A (H2N3) e influenza B. O combate ao vírus é relevante, uma vez que ele pode complicar o quadro de saúde com pneumonia, garantir) internações e levando até a óbito. Ao procurar qualquer espaço de vacinação, é obrigatório o uso de máscaras. É fundamental também res• peitar as medidas de distanciamento entre pessoas e de higienização das mãos. As salas de vacinas, que são Centro de Saúde ou Unidades de Saúde, no Pará e em Belém funcio

nam de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Em Belém, a Sesma informou que a campanha de vacinação contra a gripe foi prorrogada até o dia -17 de julho, nas salas de vacina das Unidades Básicas de Saúde (UBS), de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Até este dia 30 de junho a imunização ocorrerá nos postos extras localizados no Centro Universitário Fibra, no Es

tádio da Curuzu e na Di Casa, das 9 às 14h. No formato drive thru, o serviço está disponível na Aldeia Amazônica, também das 9 às 14h.

De acordo com a secretaria, no serviço drive thru os usuários devem permanecer em seus carros para evitar aglomerações. A Sesma também fez um alerta para a imunização dos grupos que ainda precisam ser vacinados e que

apresentam menor índice de vacinação que são: crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes, mulheres no pós-pano até 45 dias, professores, deficientes e pessoas de 55 a 59 anos.

Ao procurar o serviço de vacinação é obrigatório o uso de máscaras e fundamental respeitar as medidas de distanciamento entre pessoas e a higienização das mãos.