Testes no Ver o Peso


Testes no Ver o Peso

FEIRANTES E PERMISSIONÁRIOS SÃO TESTADOS PARA COVID-19 NA SEGUNDA ETAPA DE ESTUDO EPIDEMIOLÓGICO

Ontem, 90 testes rápidos foram aplicados em voluntários. Equipes passãrão por outros bairros de Belém.

Feirantes e pennissionários do Ver-o-Peso passaram por testagem para o novo coronavírus nesta segunda-feira, 29, nos altos do Mercado de Carne. A ação, realizada pela Secretaria Municipal de Saúde de Belém (Sesma), tem como objetivo obter dados para subsidiar um estudo de prevalência da co-

vid-19 em Belém, com a aplicação de 40 mil testes rápidos (especificação IgG/IgM). A amostragem se iniciou na sexta-feira, pela João Alfredo, no centro comer-dal. Ali, vendedores ambulantes foram os primeiros a fazer os testes.

José Maria Soeiro Assunção, de 56 anos, participou da ação nesta segunda-feira. Ele vende frutas na feira do Ver -o-Peso. "Já fiz o teste e vou tomar agora a vacina contra a gripe. A ação é muito boa", disse ele, atendido por volta do meio-dia.

De acordo com a Sesma, o estudo epidemiológico previsto para a capital começará como um piloto. Na sexta e

no sábado, 277 testes rápidos para covid-19 foram aplicados. Ontem, outros 90 trabalhadores foram testados para a doença. A ação seguirá por toda a semana.

A amostragem foi definida em razão da reabertura das atividades econômicas na capital paraense, já que muita

gente passa diaria-

mente pelas ruas do

centro comercial e

pelo Ver-o-Peso. A

Prefeitura Municipal

de Belém informa, no entanto, que só concluirá o estudo após a aplicação de testes em todos os bairros da capital e região das ilhas. O objetivo é estimar o número de pessoas que já entraram em contato com o coronavírus e monitorar a evolução da covid-19 em Belém. Os resultados também serão usados como base para a definição de políticas públicas para o enfrentamento da pandemia.

"A análise desses testes, inicialmente, nos dará a dimensão de como está a doença na capital, além de identificar quem já teve o novo corona

vírus e o registro de novos casos", explicou o assessor técnico da Sesma, David Rosário.

RESULTADOS

O resultado do teste rápido demora, em média, vinte minutos. Os valores de referência são Positivo IgM, Posi

tivo IgM/IgG, Positivo IgG ou Negativo. "O voluntário tem o diagnóstico de que teve a doença e está, no momento, com possível infecção ativa (IgM); se está imune, há pelo menos sete dias (IgM/IgG); se teve a doença e não está mais contaminado (IgG); ou

resultado negativo, que indica que não está infectado ou não desenvolveu os anticorpos", explicou a servidora da Sesma Lúcia Fidalgo. Em casos positivos, o voluntário é directo-nado para o aconselhamento para receber as orientações necessárias.

rua